21 de fev de 2012

Não

Até hoje não vi uma pessoa sequer que tenha se arrependido de um momento de decisão que se projetou num erro que atrapalhou projetos de dias ou até meses...

Aquele breve momento que tudo que desejava acontecia e o medo do que viria depois fez-lhe dizer "não", e o mais interessante na maioria das vezes até sua alma grita um "sim", mas nossas atitudes se findam num "não". Um breve momento sempre, um olhar, uma palavra, um sorriso, um movimento de mãos(ou ausência dele).

E, em todas histórias que acompanhei, as tentativas de refazer e retornar e corrigir foram vãs. Entendo que as pessoas envolvidas ficam tão marcadas quanto nós, mas de uma maneira pior, elas foram atingidas por negativas e retrocessos de nossas partes. Queriam ajudar, queriam a nós, queriam nos ver felizes, sempre estavam ali e nós abrimos um "não" a elas, um não a seus desejos e disponibilidades... E, nós, envoltos em vãs esperanças, insistimos em sempre voltar com justificativas e "sims", com o anelo por um sorriso, uma compreensão e um "sim, eu compreendo e tentarei de novo" da outra parte, mas nunca é assim...

Em suma, aprendi que nossos "nãos" são totalmente sem retornos e sem consertos. Dói, mas nos resta apenas procurar outras chances e seguir em frente, e buscar os "sims" que construirão nossas alegrias e de outras pessoas. Por que a tentativa de conserto, apenas aumenta nossa dor e das pessoas envolvidas, pois trás em si um retorno a situação e a lembrança. Não perca tempo tentando corrigir e voltar atrás... Um Não é uma decisão e um fato de finalização.

Amo vossos corações, mesmo que não amem o meu.
Uli Teffann

Nenhum comentário: